Pular para o conteúdo principal

Hora de Ler: Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson



E aí galerinha?! De volta com livrinho "novo" um que finalmente li depois de tanto tempo lendo reviews, assistindo a vídeos e agora poderei falar melhor sobre.

Inicialmente a ideia ERA fazer um vídeo, seria bem melhor mas infelizmente não deu, tentarei passar o que senti por aqui. Para início de conversa eu esperava muita coisa da obra e acho que isso atrapalhou um pouco no "julgamento final" mas vamos ao que interessa.


Lia e Cassie são melhores amigas de infância, nunca se separaram até que um dia brigam e ficam sem se falar por uns 6 meses. Elas tem transtornos alimentares: Lia não come, e Cassie vomita tudo que ingere. Durante esse tempo muitas coisas acontecem, dentre elas a morte de Cassie que liga 33 vezes para Lia pedindo ajuda mas a amiga não atende.

Passado o episódio trágico Lia só se culpa pelo resto dos seus dias pela morte da amiga, e começa a ter visões de Cassie lhe falando para continuar forte, que assim ela vai longe e poderá se encontrar na outra dimensão com ela (morrer). As coisas na família de Lia vão de mau a pior, com pais ausentes e tendo por ela só uma "madrasta" a menina aproveita a situação para enganar todos dizendo que está se alimetando mas por dentro só piora cada vez mais, até chegar ao ponto de desmaiar na escola.

No decorrer da obra descobrimos o motivo desse desespero das duas por serem magras Cassie era muito competitiva e levou a sério uma espécie de aposta, já que elas apesar de serem lindas não tinham segurança sobre si, achavam que nunca iriam conseguir namorar nem ter amizades na escola, então decidem fazer o melhor que sabem: evitar comer, só beber água, comer alface e definhar ao sentir cheiro de algo assando.

 ~

O livro é bom sim, mas como disse: esperava muito mais. Ainda se tratando de sick-lit só para contrariar não senti essa atmosfera pesada que 90% de quem leu relata, o tema realmente é forte a questão da anorexia e tal, mas a maneira como foi tratado não me impactou de jeito nenhum.
Tem algumas partes que me fizeram refletir, outras em que torci por Lia mas ela tava doente e só fazia burrada, dai pra frente só torcia para a morte da personagem. Uma coisa que gostei foi a relação de afeto dela com a "meia irmã" Emma, quem a impulsionou a olhar para si.

Um ponto legal é que os capítulos muitas vezes são curtos, a leitura flui rápido e você se sente doente junto com a protagonista, incrível isso. A obra me incentivou a pesquisar mais a fundo sobre o assunto, encontrei blogs em que as meninas relatam seu dia a dia, o que comeram e como estão se sentindo, o mais incrível é que bate com tudo que a autora escreveu! O trabalho de pesquisa dela foi impecável.

Sobre a narrativa: confusa, sei que a ideia da autora era nos colocar na cabeça de Lia, porém PRA MIM não deu muito certo ficou chato e forçado, praticamente um monólogo mas há quem goste.
A parte "sobrenatural" em que Cassie aparece em forma de fantasma foi interessante, a causa mortis da personagem também foi explicada de maneira convincente, ponto pra autora.

No mais, 3 estrelas por motivos de: poderia ser melhor. O final surpreende ao contrário do que estava imaginando e no fim vale a pena conferir a obra de perto, claro que continuo dizendo que há obras do gênero bem melhores.



Garotas de Vidro, de Laurie Halse Anderson é composto por 272 páginas, comercializado pela Editora Novo Conceito e á venda em todo país.