Pular para o conteúdo principal

Hora de Ler: O Menino do Dedo Verde - Maurice Druon


Um livrinho simples, mas bastante comovente, mais um daqueles que surpreende!
É tanta coisa que nem sei por onde começar! O livro é pequenininho, daqueles que se lê em uma hora também, mas ao mesmo tempo grandioso.

Tistu é uma "criança" aparentemente normal, que vive com seus pais, Dona Mamãe e Senhor Papai, numa casa que brilha, a mais bonita de Mirapólvora vale ressaltar. De uma família rica, o menino tem tudo ao seu alcance mas a coisa começa a complicar quando ele tem que entrar na escola enão é aceito. Daí começa mesmo o livro, com espécies de "testes vocacionais" para descobrir no que o menino se dá bem, e já que o método escolar o faz dormir nada melhor do que aprender na prática como a vida é.

De início parece bem grosseira a atitude que os pais tomam, sabendo que se trata de uma criança, é numa dessas que ele descobre para que serve, a "vocação" e começa a aprontar. Bem, o dedo verde na verdade vou explicar, é porquERROR ERROR ERROR 404 FILE NOT FOUND!
Brincadeiras a parte, claro, ÓBVIO que não irei contar o motivo do título senão estraga a surpresa. Mas então, ele fica amigo do jardineiro da familia e constrói uma amizade linda, também cheia de surpresas.

O livro em si é lindo demais, como dizem, é para todas as idades mas cada um irá interpretar de um jeito a mensagem passada, para crianças é um livrinho super legal, mas para quem já tem idade (me sentindo velho aos 19) absorve o que autor quis passar. Ele chama atenção para o fato de os adultos não darem importância a coisas tão simples, a futilidade do ser humano e o fato de os adultos não pensarem antes de agir, terem sempre uma ideia fixa. Enfim, muito lindo (e chorante).

Uma das citações que achei demais foi essa

"O Sr. Trovões, apesar das suas arengas, dos seus zeros, da sua bofetada, logo que ouviu falar em prisão, descobriu que gostava de Tistu, que se afeiçoara a ele, que não suportaria deixar de vê-lo. São assim muitas vezes as pessoas que falam grosso."

Isso já é no finalzinho quandOPA SPOILLER!!! Vocês irão entender ao ler a obra, inclusive o motivo de eu ter escrito "criança", essa sem dúvidas é uma das mais tocantes, apesar de clichê.
Tem partes que o autor exalta a inocência de Tistu, como nesse trecho

"Se esta cadeia não fosse tão feia talvez eles tivessem menos vontade de fugir"

As semelhanças da obra com outros títulos do gênero são muitas, dizem que lembra O Pequeno Príncipe, verdade, mas também lembra Meu Pé de Laranja Lima, é difícil saber com qual se parece mais, diria que é a fusão dos dois.

*** Esse é mais um da série ebooks, e como disse anteriormente, deixo o arquivo para baixar, então aproveitem  clicando no botão abaixo e BOA LEITURA! :)